(11) 3044-2557 | (11) 96012-2871 (WhatsApp) contato@pbsf.com.br

A PBSF – Protecting Brains & Saving Futures entende a importância de oferecer a melhor assistência para os recém-nascidos que sofrem com diversas questões de saúde que podem afetar gravemente o seu cérebro. Por isso, apoiamos a campanha Setembro Verde Esperança, que visa conscientizar a população acerca dos impactos da asfixia perinatal.

Asfixia perinatal

Caracterizada pela falta de oxigenação no cérebro, a asfixia perinatal é vista popularmente na preocupação das equipes médicas com os bebês que não choram ao nascer, característica da falta de ar.

E há motivos para esta preocupação. Estudos epidemiológicos apontam que esta condição é a terceira principal causa de morte neonatal, representando 23% da mortalidade de bebês recém-nascidos no mundo inteiro. Ela também é principal causa de lesão cerebral permanente em bebês, deixando sequelas neurológicas como paralisia cerebral, deficiência cognitiva, cegueira ou surdez.

Logo, percebemos o quão frequente é a sua incidência, uma vez que atinge mais de 1,1 milhão de bebês por ano, enquanto no Brasil os números giram em torno de 20 mil bebês com falta de oxigenação no cérebro no nascimento.

Campanha

Em 2020, estes dados preocupantes motivaram o Instituto Protegendo Cérebros Salvando Futuros a lançar a campanha Setembro Verde Esperança, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria.

A entidade sem fins lucrativos é liderada por um grupo de médicos neonatologistas preocupados com o alto número de bebês que correm o risco de viver com sequelas neurológicas irreparáveis após insultos no período neonatal.

Assim, o intuito é a conscientização dos riscos e do tratamento da asfixia perinatal. Algo fundamental, considerando que, no Brasil, apenas 5% dos bebês que sofrem com o problema recebem a melhor assistência para evitar danos neurológicos e até mesmo o seu óbito.

O Dr. Gabriel Variane, fundador e presidente do Instituto Protegendo Cérebros Salvando Vidas – além de médico especialista em Pediatria e Neonatologia, explica que o objetivo é mudar este quadro. “Escolhemos o Verde Esperança para conscientizar a população de que existe, sim, esperança quando nasce um bebê com asfixia perinatal. Sabemos que, com tratamento adequado, podemos minimizar o profundo impacto socioeconômico desta doença”, salienta.

Em seu primeiro ano a campanha já conta com o apoio a AACD, Instituto Jô Clemente (antiga APAE de São Paulo), Academia Brasileira de Pediatria, sociedades médicas incluindo a Sociedade Brasileira de Neurologia Infantil, grandes comunidades de profissionais de saúde, além de muitos hospitais brasileiros e equipes internacionais da Universidade de Stanford, EUA, e Cambridge, Inglaterra.

Para saber mais, acesse: www.setembroverdeesperanca.com.br.

x

10th McGill Neonatal Conference

MAY 26th and 27th | Register below!

    If you need further assistance, please do not hesitate to contact us at (514) 412-4452






    Occupation area?


    Would you like to receive newsletters from PBSF in the future?

    How did you know about this conference?

    Select option

    x

    10th McGill Neonatal Conference

    26 e 27 DE MAIO | Registre-se gratuitamente!




      ESTADO (selecione abaixo):


      Área de atuação?

      Sua profissão/Cargo?

      Como você ficou sabendo?

      Selecione opção

      Gostaria de receber notícias e atualizações sobre cursos no futuro?