(11) 3044-2557 contato@pbsf.com.br

Protegendo Cérebros, Salvando Futuros

Visão

Organização reconhecida pela busca permanente de propostas inovadoras, pela força de sua evolução e progresso técnico em decorrência dos princípios e fundamentos que sustentam a nossa base de trabalho.

Missão

Agir dentro de um modelo de alta velocidade e recursos adequados para abordagem de recém-nascidos de alto risco para lesão cerebral. Prover recursos em contínua evolução, a partir de um processo permanente de P&D, regidos pela presença de uma Central Universal de Monitoramento integrada à um Banco de Dados Inteligente.

História e Desenvolvimento

O projeto foi criado em 2013 por um grupo de especialistas que trabalha na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e tornou-se uma empresa operacional em julho de 2016.

Atualmente, por meio de uma central de monitoramento intitulada “Central de Vigilância e Inteligência” (CVI), a PBSF presta atendimento para 23 hospitais de diversas regiões do Brasil. Até junho de 2020, mais de 3000 pacientes já foram beneficiados.

Confira o nosso vídeo institucional

Conceito UTI Neonatal Neurológica

Central de Vigilância e Inteligência (CVI)

Eletroecefalografia contínua em em UTI (aEEG/EEG)

Near Infrared Spectroscopy (NIRS)

Treinamento e Cursos

Sobre Nós


A PBSF – Protecting Brains & Saving Futures (Protegendo Cérebros, Salvando Futuros)

Somos uma empresa formada por um grupo de especialistas que visa difundir, facilitar e aplicar metodologias de neuroproteção e neumonitorização em recém-nascidos de alto risco.

São considerados bebês de alto risco, os prematuros extremos; recém-nascidos com asfixia perinatal (falta de oxigenação próximo ao momento do parto); crises convulsivas; estado de mal epiléptico; malformações do sistema nervoso central; hemorragia intracraniana; cardiopatas congênitas, ou aqueles com erro inato do metabolismo.

O objetivo da PBSF é promover o conceito de UTI Neonatal Neurológica nas maternidades e hospitais, por meio de uma Central de Monitoramento e Conexão 24h por dia, 365 dias no ano, o que possibilita a discussão de protocolos; a promoção de assistência remota; a aplicação de monitoramento cerebral; a armazenagem de dados e a análise dos resultados da UTI Neonatal Neurológica.

O resultado é o diagnóstico precoce de lesões cerebrais nesses bebês de risco.

A PBSF também realiza treinamentos para a implantação do Modelo UTI Neonatal Neurológica e oferece cursos online sobre o tema para as equipes dos hospitais atendidos.

Dr. Gabriel Variane | Fundador da PBSF

“Nossa meta é alcançar o maior número de pacientes e hospitais em todo o país e até mesmo no exterior, sendo a maior rede de monitoramento cerebral e neuroproteção neonatal do mundo. Uma vez que, quanto mais baixa a condição socioeconômica, maiores os riscos, também pretendemos estreitar relacionamento com as Secretarias e Ministério da Saúde, visando estender os benefícios para o SUS e grandes hospitais públicos”